Diário

470205g.jpg 

Muitos dias sem vir aqui. Não que eu não tenha vindo. Algumas pessoas deixaram comentários nesse meio tempo e eu vim ver…Mas foi só isso. Não escrevi. Não que tenha faltado inspiração, ou estímulo. Ultimamente não tenho tido pensamentos muito alegres quando me vem à cabeça escrever e não queria falar de coisas tristes pra desanimar todos que viessem a ler. Mesmo assim, minha amiga disse que escrever talvez ajudasse. É por isso que pela primeira vez, venho aqui escrever sem assunto nenhum em mente (falando assim parece que escrevo aqui há anos…). Mas aí vai… 

Acho engraçado e incrivelmente interessante me ver a um ano atrás (pouco humilde isso). Às vezes revejo, ou ouço coisas que me lembram do que eu tinha em mente a exatos doze meses atrás…Principalmente no que diz respeito às amizades. Meu jeito de fazer amizades, de mantê-las, de fazê-las mais fortes…Mudei completamente ao longo desse tempo. A minha timidez foi esquecida em uma das gavetas de “catrefas” (como diria minha amiga Adriana) em que escondo meus defeitos superados… O armário está quase tomado dessas gavetas. Os amigos mais antigos têm consciência disso.  Deixei as cerimônias pra os medrosos e fui de cara limpa aprender a ser amiga de um jeito diferente, novo, mais despojado, mais corajoso, mais mente aberta, menos preconceituoso, menos crítico e principalmente mais agradável aos olhos alheios. No entanto, menos cuidadoso… 

Quando a aproximação é mais intensa, as expectativas e cobranças se tornam mais visíveis e prejudiciais também. Alguns se agrupam como no primário; em que um não tomava decisões sem aprovação do grupo. As brincadeiras não são bem interpretadas. E a qualquer sinal de desleixo, o outro pensa que a amizade já não é mais a mesma. E então quando a situação fica desagradável, os dois amigos vão lá “bater” uma DR (discussões de relação). Parecem mais namoros do que amizades; regados a cobranças, medos e DR’s !! 

O fato é que minhas mudanças radicais tiveram um preço a se pagar. Demorou, mas todas explodiram ao mesmo tempo. E só agora, eu percebi que a minha velha ponderação tinha sido guardada também como se fosse uma das catrefas defeituosas…Prometo ser mais ponderada então… È só mais um capítulo da minha prometida metamorfose: Deixar de ser tão Maria pra ser mais Edwirgens…Se é que isso faz algum sentido pra quem lê. Perdão por fazer disso aqui, pelo menos momentaneamente, um diário. Eu tenho um que é usado raramente quando acontece algo relevante (uma vez ao ano…Rs). Mas noto que na verdade a gente escreve nele aquilo que gostaríamos de dizer às pessoas.  

 

Anúncios

~ por maiahloren em 07/08/2007.

2 Respostas to “Diário”

  1. marrie,
    acho normal essa mudança q vc compara com os 12 meses q já se passaram e tal, pq afinal somos mutáveis e n seremos pra sempre a msm pessoa. Tenho quase certeza de q a pessoa q vc quis dar o recado, entendeu. Tds erram, maria. Ela vai te perdoar 😉

    bom, foi essa a minah interpretação..me perdoe se tiver sido errada 😉

    adorei a parte dos defeitos superados. É bom msm às vzs a gente analisar a nós mesmos e vermos quão evoluimos,..

    bjus!

  2. ai ai ai….me sinto no primario..:p

    e isso nao me deixa feliz….” nao é pq eu nao te ligue 60 vezes por dia que eu gosto menos de vc ta?!”

    adoro vc maria ou edwirgens…rsrs

    arrasa garota!
    bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: